fbpx

As 14 imperdíveis cachoeiras no Rio de Janeiro

As 14 imperdíveis cachoeiras no Rio de Janeiro

A praia não é a única opção do carioca para se refrescar durante o verão. Há dezenas de opções de cachoeiras no Rio de Janeiro. São tantas e cada uma mais bela que a outra.

Saiba um pouco sobre as cachoeiras imperdíveis na mata atlântica que cobre boa parte da Cidade Maravilhosa!

 

Conheça as cachoeiras no Rio de Janeiro

 

1. Cachoeira do Sorimã – Pedra da Gávea

A Cachoeira do Sorimã ou Cachoeira da Pedra da Gávea é pouco falada aqui na cidade do Rio. Ela fica bem no início da trilha para a Pedra da Gávea, na Barra da Tijuca. O acesso é gratuito e a trilha bem fácil, aproximadamente 10 minutos de caminhada, não sendo necessário contratar um guia. A melhor época para visitá-la é em época de chuvas na cidade, pois o volume de água aumenta bastante se tornando um ótimo atrativo, principalmente depois de fazer a trilha da Pedra da Gávea.

 

2. Cachoeira dos Primatas – Horto

É uma queda d’água que se forma com águas do Rio do Algodão, um dos responsáveis pela formação da Lagoa Rodrigo de Freitas. A cachoeira tem uma ducha generosa que brota entre duas pedras. O poço que se forma aos seus pés é transparente e raso, com água até os joelhos no máximo.

A Gruta dos Primatas, que é uma espécie de salão de pedras, recebeu este nome devido à quantidade de micos que habitam o local.

 

3. Cachoeira da Imperatriz – Horto

Localizada na região do Horto do Rio de Janeiro, próximo ao Solar da Imperatriz e perto da Cachoeira do Jequitibá. É bem reservada, a queda d’água é muito boa e possui 3 pontos para banho. A trilha de acesso a ela é bem sinalizada!

 

4. Cachoeira da Represa – Horto

A Cachoeira da Represa fica perto do Solar da Imperatriz, no Horto. O lugar é bem reservado, a queda d’água abundante deve ter cerca de 5 metros de altura.

 

5. Cachoeira do Chuveiro – Horto

Uma ótima pedida para se curtir o calor infernal do Rio de Janeiro é ir para as Cachoeiras do Horto. Lá no Horto tem diversas cachoeiras para você se banhar e a mais famosa é a Cachoeira do Chuveiro.

Ela tem este nome, pois lembra mesmo um grande chuveiro: a queda d’água está dentro da fenda de uma rocha.

 

6. Cachoeira do Jequitibá – Horto

Quem gosta de nadar em poço fundo aos pés de uma cachoeira, precisa conhecer a Cachoeira do Jequitibá. Ela está situada dentro da área mais preservada do Parque Nacional da Tijuca e tem um grande atrativo que é um Jequitibá centenário.

 

7. Cachoeira da Gruta – Horto

A Cachoeira da Gruta fica fora do Parque Nacional da Tijuca, mas está bem pertinho da entrada dele. Literalmente, a queda d’água fica dentro de uma gruta. Ela forma uma piscina rasa onde é possível sentar e se refrescar.

 

8. Cachoeira das Almas – Floresta da Tijuca

Esta queda d’água é uma das poucas do Parque Nacional da Tijuca em que é permitido tomar banho. A Cachoeira das Almas é assim chamada, pois, de acordo com relatos históricos, ali os escravos faziam seus rituais de religiões de matriz africana.

Suas águas são bem geladas e o fluxo depende do volume de chuvas da época em que for visitada.

 

9. Cachoeira da Violeta – Floresta da Tijuca

A Cachoeira da Violeta fica na Floresta da Tijuca no meio da trilha adaptada Caminho Dom Pedro Augusto. Ela está seca na maior parte do ano e só aparece de verdade em época de bastante chuva na cidade.

 

10. Cachoeira do Camorim – Pedra Branca

A famosa Cachoeira do Camorim é simplesmente fantástica. Da queda das águas do rio Camorim, que desce pela Serra do Nogueira, resulta a cachoeira e, aos seus pés, formam-se pequenas piscinas naturais.

Muitas pessoas fazem a trilha até o Açude do Camorim, mas lá não é permitido o banho. Assim, a cachoeira é uma ótima alternativa para quem quer estar em meio à natureza e também quer um banho de água bem gelada.

 

11. Cachoeira do quebra horto – vamos trilhar

A Cachoeira do Quebra é a queda d’água que fica na beira da Estrada Dona Castorina, no mesmo caminho para a Cachoeira do Chuveiro, no Horto. O lugar é ideal para levar crianças, pois não tem nenhuma dificuldade e ainda tem um parquinho ao seu lado.

 

12. Cachoeira do Amor – Alto da Boa Vista

Belíssima e praticamente secreta, a Cachoeira do Amor fica no Alto da Boa Vista.

Pouquíssimas pessoas conhecem essa cachoeira e não é por menos, é difícil encontrar onde começa sua trilha. Porém, uma vez que acha, fica muito fácil.

Sua queda d’água é muito boa com 6 metros de altura. O volume de água é ótimo, mesmo no verão intenso do Rio de Janeiro e sem chover.

Subindo a cachoeira você ainda vai encontra mais duas quedas boas que você também pode aproveitar.

 

13. Cachoeira da Serra do Mendanha – Campo Grande

Ela é resultado do Rio Guandu do Sapê, que passa pela Serra do Mendanha, no bairro de Campo Grande, Zona Oeste da cidade. São três quedas d’água que formam piscinas naturais onde é possível nadar e se refrescar.

Para chegar até lá é preciso pegar uma trilha dentro de uma área de mata fechada.

 

14. Cachoeira da Mãe d’Água – Grajaú

Recentemente, a Cachoeira da Mãe d’Água, situada no Parque Nacional da Floresta da Tijuca, voltou a receber visitação. Ela estava interditada desde meados de 2010, pois as autoridades encontraram um desvio clandestino de água para a comunidade da Borda do Mato (captação criminosa na nascente).

Sabe-se que na cidade do Rio de Janeiro ainda pode se encontrar várias cachoeiras além destas.

 

Voo de helicóptero no Rio de Janeiro: veja a cidade do alto!

O Rio é uma das melhores cidades do Brasil para se viver além de ser maravilhosa!

A cidade tem atrações para toda a família, oferecendo uma agitada noite e uma intensa vida cultural.

Quem gosta de curtir praias, ir a um bom restaurante, curtir um teatro, um parque arborizado e locais cinematográficos, a cidade é uma boa pedida.

Mas, se já é uma beleza de passeio andar por suas ruas e visitar os seus pontos turísticos – que são vários – imagine, então, fazer um voo de helicóptero!

A cidade possui pontos turísticos interessantes e famosos, o que faz com que o voo seja um passeio só por partes, pontos turísticos e recantos bonitos. É até difícil saber para onde olhar, para não perder nada!

Se já são bonitos vistos do chão, imagine vendo-os do alto, em toda sua plenitude, com uma visão privilegiada de todo o entorno.

Faça um voo panorâmico e veja praias da Barra da Tijuca, Pedra da Gávea, São Conrado, Leblon, Ipanema, Arpoador, Forte de Copacabana, Copacabana, Urca e Pão de Açúcar, Lagoa Rodrigo de Freitas, Jockey Club, Jardim Botânico, Cristo Redentor, Maracanã e outros.

A 4 Fly RJ é autoridade em passeios de helicóptero na cidade do Rio de Janeiro com atendimento personalizado visando a sua comodidade e total satisfação. Escolha o roteiro e aproveite!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.