Tudo sobre o Sambódromo RJ

O Sambódromo da Marquês de Sapucaí, intitulado como Sambódromo do Rio de Janeiro e oficialmente denominado como Passarela Professor Darcy Ribeiro, está localizado na Avenida Marquês de Sapucaí, na região central da cidade do Rio de Janeiro, no Brasil.

Tudo sobre o Sambódromo RJ

Tudo sobre o Sambódromo RJ

O Sambódromo da Marquês de Sapucaí, intitulado como Sambódromo do Rio de Janeiro e oficialmente denominado como Passarela Professor Darcy Ribeiro, está localizado na Avenida Marquês de Sapucaí, na região central da cidade do Rio de Janeiro, no Brasil.

Inaugurado em 1984, o local recebe anualmente o festival popular mais famoso do Brasil, o Desfile das escolas de samba do RJ no feriado de Carnaval. A maior parte do complexo pertence ao bairro do Centro do Rio de Janeiro, porém a sua porção final, após a Avenida Salvador de Sá, pertence ao bairro Cidade Nova.

 

O Sambódromo e sua história

Projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, ele foi construído durante o primeiro governo fluminense de Leonel Brizola (1983-1987), com o objetivo de equipar a cidade com um aparato urbano permanente para a exibição do tradicional espetáculo do desfile das escolas de samba. A obra, que durou 120 dias, foi coordenada pelo engenheiro José Carlos Sussekind e pelo arquiteto João Otávio Brizola.

Inaugurada em 1984, primeiramente com o nome de “Avenida dos Desfiles”, tornou oficial o início do sistema de desfiles das escolas de samba em duas noites. Posteriormente, seu nome oficial foi convertido para “Passarela do Samba” que depois, finalmente, passou a ser “Passarela Professor Darcy Ribeiro” em homenagem ao principal mentor da obra, o antropólogo Darcy Ribeiro. Popularmente, no entanto, a obra é mais conhecida como “Sambódromo” (“samba” + “dromo” = “corrida, lugar para correr”).

 

Reforma de 2011-2012

Em 2011, o Sambódromo passou por uma reforma. Os camarotes do antigo Setor 2 foram derrubados dando lugar a novas arquibancadas, mantendo o projeto original de Oscar Niemeyer. Com a reforma, a passarela passou a ser quase totalmente proporcional, ou seja, simétrica, com exceção da sua primeira arquibancada.

Quando foi construído, em 1984, o projeto de Niemeyer precisou ser alterado devido à existência de uma unidade industrial da Cervejaria Brahma no local. A nova passarela, após as reformas, teve sua capacidade aumentada de 60 000 para 72 500 pessoas e foi reinaugurada no dia 12 de fevereiro de 2012, próximo ao carnaval.

 

Administração

Devido à crise vivida pela Prefeitura do Rio de Janeiro, o prefeito Marcelo Crivella repassou o comando do Sambódromo ao governador Wilson Witzel, retornando com isso ao Governo do Estado do Rio de Janeiro, que assumiria as melhorias na estrutura atual e unidades da FAETEC. No entanto, por causa da burocracia e dos desentendimentos com o governador, Marcelo Crivella voltou atrás retornando para a prefeitura o comando do sambódromo.

Além de abrigar o desfile das Escolas de Samba, a passarela do samba já foi palco de outros acontecimentos, como shows de música, cultos evangélicos, exibições de motociclismo, ópera, Mega Rampa, entre outros.

 

Jogos Olímpicos de Verão de 2016

Em 2016, a passarela foi sede da competição de Tiro com arco e da chegada da maratona durante os Jogos Olímpicos de Verão. Essas competições fizeram com que a passarela passasse por uma grande reforma ao longo de 2011.

 

Visitas ao Sambódromo fora do período de Carnaval

Quando não é época de Carnaval, o Sambódromo e o Museu do Samba, que ficam no mesmo local, podem ser visitados gratuitamente durante o dia.

A partir do mês de dezembro, fica aberta a temporada dos Ensaios Técnicos das escolas de Samba. Estes acontecem durante a noite dos finais de semana até um pouco antes o Carnaval.

 

A estrutura do Sambódromo

 

Por ser feito de concreto, parece um pouco antigo para os olhos pós-modernos de hoje. Cercado por favelas, tem-se a impressão de abandono ao longo do ano, pois o espaço recebe poucos e pequenos eventos culturais além do Carnaval.

O Sambódromo é dividido em setores numerados de 1 a 13 e separados por pares e ímpares. O lado cuja numeração é par fica próximo à estação de metrô da Praça Onze e o lado de numeração ímpar próximo a Central.

Atrás dos setores par e ímpar estão localizadas as empresas de fast food e lojas espalhadas pelo sambódromo com diversas opções para um lanche rápido. Nas arquibancadas, há vendedores de bebidas como água, refrigerante e cerveja.

Cada setor possui banheiros próximos as saídas. Caso tenha dúvida, pergunte a algum dos funcionários uniformizados da Liesa.

Quanto aos tipos de acentos, são 5 opções disponíveis para que você possa se divertir e assistir ao desfile no Sambódromo. Confira!

 

  • Arquibancada: Ficam na parte mais alta e proporcionam uma visão mais aérea do desfile. Este é o setor mais barato.
  • Frisas: São as cadeiras que ficam bem próximas a Avenida. Elas têm capacidade para até 6 pessoas e são recomendadas para quem irá assistir ao desfile pela primeira vez e deseja conforto e boa visão.
  • Frisas cobertas: Só estão disponíveis no Setor 7 – Fila D do sambódromo e ficam logo abaixo dos camarotes. Cada uma tem capacidade para até 12 pessoas.
  • Cadeiras numeradas: Estas estão disponíveis apenas no setor 12 e ficam bem próximas a Apoteose, que é o final do desfile. 
  • Camarotes: Os camarotes ficam logo abaixo das arquibancadas e acima das frisas. Há também os camarotes reservados para quem quer ficar à vontade, sozinho ou com pessoas queridas, com festas e shows nos intervalos, que ficam entre os setores. Os camarotes normalmente possuem serviços de buffet e open bar.

 

Segurança garantida

Nos dias de desfile, o Sambódromo é considerado o lugar mais seguro da América do Sul. Ele é cercado por grades enormes pelas quais ninguém pode passar sem ser revistado, por razões comerciais e de segurança.

 

Conheça o Sambódromo em um novo ângulo

Aclamada em versos, prosas e canções, a cidade do Rio de Janeiro é famosa mundialmente por sua beleza extraordinária, praias movimentadas e pela cultura popular que vocifera em emoção e alegria durante o Carnaval. Por tudo isso e muito mais é o sonho de turistas do mundo inteiro.

Visitar a Cidade Maravilhosa já é uma experiência de tirar o fôlego. Agora, imagine só conhecê-la através de uma outra perspectiva – do alto! Realize este sonho fazendo um passeio de helicóptero sobre a capital fluminense. Será uma oportunidade ímpar para admirar os principais cenários naturais e os pontos turísticos mais fantásticos como o Sambódromo, Cristo Redentor, o Pão de Açúcar, a Lagoa Rodrigo de Freitas, o Maracanã, as praias mais badaladas do planeta e muito mais.

Para registrar tudo isso sem perder um detalhe, leve sua máquina fotográfica ou celular com muito espaço na memória e a bateria 100% carregada. Proteja seu equipamento utilizando alças de proteção para evitar de perder qualquer um desses objetos.

 

Você que vai passar o feriado no Rio de Janeiro,
aproveite e venha curtir essa experiência fantástica com a 4 FLY RJ!

Deixe um comentário

Jardim Botânico RJ - história, endereço e o funcionamento

Jardim Botânico RJ – história, endereço e o funcionamento

O bairro do Jardim Botânico é um dos mais bonitos e escolhido do Rio de Janeiro. Nele estão alguns dos pontos turísticos mais indicados para visitantes que desejam um passeio em família, que estão em casal ou simplesmente sozinhos.

Localizado ao pé do Cristo Redentor, o espaço reúne monumentos como o Museu do Meio Ambiente, o espaço Tom Jobim e, é claro, o Jardim Botânico do Rio, um dos mais importantes do mundo.

Leia mais »
7 dicas para cuidar da saúde nas praias do RJ

7 dicas para cuidar da saúde nas praias do RJ

Basta o tempo dar uma esquentada que as pessoas já procuram por momentos agradáveis no litoral do Brasil. Afinal, quem não gosta de pegar uma prainha e beber uma água de coco bem geladinha para se refrescar? Veja algumas dicas para cuidar da saúde nas praias do RJ.

Leia mais »